fbpx

Sétimo volume de Death Note – Black Edition expande e explica o universo aos leitores

Superlua azul de sangue com eclipse: 150 anos de espera para o céu desta quarta-feira
31/01/2018 Redação GC

Superlua azul de sangue com eclipse: 150 anos de espera para o céu desta quarta-feira

Nesta quarta-feira, 31 de janeiro, o céu estará como não se via há 150 anos. O fenômeno da Superlua, que já aconteceu no comecinho do mês, volta, agora acompanhado de um eclipse lunar, uma Lua de Sangue e uma Lua Azul.

A última vez em que isso ocorreu foi em 1866 e a próxima vez será em 31 de janeiro de 2037. No Brasil, de acordo com a Nasa, apenas cidades do Norte do país, a maioria no Estado do Acre, poderão ver o eclipse lunar. O que será visível no território brasileiro é Superlua e a Lua Azul. Entenda cada um dos fenômenos.

Superlua

A órbita da Lua é elíptica, e um lado (apogeu) está cerca de 50.000 quilômetros mais distante da Terra do que o outro mais próximo (perigeu). Portanto, durante os 28 dias de ciclo lunar, o satélite às vezes se encontra mais próximo de nós do que outras vezes. A Superlua ocorre quando o momento de maior aproximação é, além disso, o momento em que há Lua cheia. Seu tamanho será entre 10% e 15% superior ao habitual. Segundo os astrônomos, nem todo mundo consegue

Lua Azul

Considera-se que uma Lua cheia é uma “Lua Azul” quando duas luas cheias acontecem no mesmo mês. Como em janeiro já tivemos uma Lua cheia no início do mês (outra Superlua entre 1º e 2 de janeiro) esta segunda Lua cheia é, além disso, uma “Lua Azul”.

Eclipse lunar

Por outro lado, no dia 31 de janeiro acontece um terceiro fenômeno, menos comum do que a Superlua e a Lua Azul: a Terra, o Sol e a Lua estarão alinhados, resultando em um eclipse lunar total. A Lua cheia coincide com o momento em que a Lua entra na sombra da Terra, produzindo assim um eclipse.

O eclipse, no entanto, não será visível em todo o planeta. Não poderá ser visto na América do Sul, na África e na Europa Ocidental, mas será visível América do Norte durante a madrugada de 31 de janeiro. Na Ásia, Austrália, Nova Zelândia e leste da Rússia será possível ver o eclipse lunar total.

Lua de Sangue

O último fenômeno astronômico deste 31 de janeiro é a Lua de Sangue. Durante o decorrer do eclipse, a atmosfera da Terra filtrará a luz azul e verde dos raios solares, mas deixará passar a luz vermelha. Por isso a Lua ficará tingida pelo reflexo do brilho avermelhado que chegará procedente da nossa atmosfera. Portanto, essa Lua de Sangue será visível apenas nas partes do planeta onde o eclipse puder ser visto.

Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/01/30/ciencia/1517298321_409999.html

GEEK NEWS

STJ decide em favor da Apple em disputa da marca “iPhone” com a Gradiente

STJ decide em favor da Apple em disputa da marca “iPhone” com a Gradiente

Cientistas afirmam ser possível reflorestar parte do Saara

Cientistas afirmam ser possível reflorestar parte do Saara

Muito prazer, Terra! 5 fatos que todos devem saber sobre nosso planeta

Muito prazer, Terra! 5 fatos que todos devem saber sobre nosso planeta

Adaptação em quadrinhos de ‘ Star Wars: O último Jedi’ revela últimas palavras de Luke Skywalker

Adaptação em quadrinhos de ‘ Star Wars: O último Jedi’ revela últimas palavras de Luke Skywalker

Fazendeiro grego descobre tumba ao tentar estacionar seu carro

Fazendeiro grego descobre tumba ao tentar estacionar seu carro

3ª temporada de Riverdale terá transmissão pela Warner Channel simultânea com EUA

3ª temporada de Riverdale terá transmissão pela Warner Channel simultânea com EUA

Por que os gatos pretos são sinônimos de azar?

Por que os gatos pretos são sinônimos de azar?

Ubisoft finalizou o desenvolvimento de Assassin’s Creed Odyssey

Ubisoft finalizou o desenvolvimento de Assassin’s Creed Odyssey

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Twitter

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Instagram

    Geek City – O maior evento de tecnologia e cultura pop do sul do Brasil.         Desenvolvido por PonteVedra.AG

    Posts relacionados