fbpx

Personagens clássicos da TV Cultura se apresentam no Geek City

Personagens clássicos da TV Cultura se apresentam no Geek City
03/09/2018 Redação GC

Personagens clássicos da TV Cultura se apresentam no Geek City

Na tarde deste domingo (02), o Geek City, maior evento de cultura pop e tecnologia do Sul do País, produzido pela Seven Entretenimento, promoveu um painel com quatro grandes nomes da TV Cultura, mais especificamente do Castelo Rá-Tim-Bum: Fernando Gomes (Júlio na Gaita e Gato, do Castelo Rá-Tim-Bum), Flávio de Souza (Tíbio, do quadro Tíbio e Perônio), Rosi Campos (Bruxa Morgana) e Eduardo Silva (o Bongô, entregador de pizza).
Durante a conversa, Flávio contou que foi um dos idealizadores de diversos programas da emissora, como Catavento, Mundo da Lua e até mesmo do personagem Dr. Victor, do Castelo. Quando surgiu a oportunidade de fazer Tíbio e Perônio, ele e o parceiro aceitaram de imediato os personagens, no entanto, o ator revelou que a montagem e a caracterização eram mais difíceis, já que as barbas eram feitas com fios de cabelo humano, que demoravam cerca de uma hora para serem colados. Os figurinos eram extremamente trabalhados, mas muito quentes, o que piorava devido à quase inexistência de ar condicionado.

Vários quadros do programa eram gravados sem que todos os atores se encontrassem, isso porque haviam diversos estúdios diferentes. Era o caso da Rosi, que comentou que gravava até três programas por dia e poucos deles foram feitos com todos os atores, como o episódio de aniversário do Dr. Victor, da praia e do zoológico. Ela ainda contou que gostava de realizar a personagem porque sempre gostou mais das bruxas. “Eu não era uma bruxa má, fazia mais um papel de contadora de histórias, professora, tia bacana. Eu gostava muito de ser a bruxa, até por isso, não posso fazer plástica no nariz, precisa ser grande. As mocinhas são muito perfeitinhas”.

Eduardo Silva comentou que sua entrada no Castelo quase não aconteceu. Segundo ele, muitos atores fizeram o teste para ser o personagem, e a TV Educativa se preocupou com o fato de um negro fazer o papel de empregado. Por esse motivo, ele se tornou o filho do dono da pizzaria, e não recebeu qualquer tipo de crítica do público. Inclusive, durante o evento, uma participante agradeceu pela representatividade que o ator proporcionou na TV brasileira.

Participações especiais e reverência aos personagens
O programa foi de extrema importância na infância de muitas pessoas e isso ficou claro devido ao amor e admiração demonstrados durante o Geek City. Marcelo Tas, que interpretava o Professor Tibúrcio e Henrique Stroeter, o Perônio, fizeram uma participação especial por meio de vídeos, e contaram algumas curiosidades que foram proporcionadas graças ao Castelo. Uma delas foi uma história de agradecimento aos dois cientistas do programa, que devido ao que ensinavam no quadro, inspiraram a filha de um telespectador a ser bióloga.

Fernando declarou que realizar um programa como o Castelo Rá-Tim-Bum foi algo extremamente importante em sua vida, e que até hoje ele se sente realizado por ter feito parte de algo tão marcante. Flávio e Eduardo dizem que, quando contam que fizeram parte do programa, muitas portas se abrem para eles. Rosi afirma que a Morgana foi o papel de sua vida, mesmo que as pessoas lembrem de outros personagens que ela protagonizou. “Tudo o que é bom acaba sendo eterno. Por isso temos que correr atrás dos nossos sonhos e das nossas lutas, em algum momento valerá a pena”. E finalizou com um apelo. “Façam certo, o país está na mão de vocês”.

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter

Posts relacionados