O fenômeno Spider-Gwen

O fenômeno Spider-Gwen
14/06/2018 Redação GC

O fenômeno Spider-Gwen

Qualquer fã aracnídeo que se preze precisa conhecer Gwen Stacy. Mesmo aqueles que não leram as histórias mais iniciais da carreira do Homem-Aranha, onde a loira ainda vivia, com certeza conheceram algum clone do Chacal, viram algum flashback muito triste, alguma versão cinematográfica, animada, Universo Ultimate, Dinastia M, Pecados Pretéritos (eca) ou alguma daquelas edições de luto do Homem-Aranha desenhadas pelo Marcos Martin onde normalmente todas as pessoas que já morreram na cronologia do herói aparecem para trocar uma ideia.

Conhecendo, não fica difícil entender o apelo da personagem. Tão inteligente e determinada quanto Peter, a personagem chamou a atenção desde a sua primeira aparição, onde integrava um novo elenco numa nova fase da vida de Peter Parker. O romance dos dois – e seu final precoce – levou muitos fãs do Paraíso ao Inferno (algo, em certa escala, adaptado pela franquia The Amazing Spider-Man) (eca) e mudou os gibis para sempre.

Some isso ao conceito de universos paralelos com pessoas-aranha em cada um deles. Foi nessa janela de oportunidade, especificamente com a saga Aranhaverso, que traria zilhões de versões aracnídeas através dos mundos, que Dan Slott começou a planejar o retorno de Gwen Stacy.

Retorno consumado no próprio evento, inicialmente num pequeno tie-in por Jason Latour e Robbi Rodriguez, que seguiriam como a dupla criativa por trás da heroína, e depois em seus próprios títulos: Spider-Gwen e Radioactive Spider-Gwen, que juntos somarão mais de 40 edições quando o titulo se encerrar, em julho, nos EUA, sem contar seus crossovers com o Universo-616 e sua aparição regular nos Guerreiros da Teia, pós-Aranhaverso.

A despedida da personagem, no entanto, não é definitiva, uma vez que ela retornará no evento “Spiderggedon,” que será uma espécie de Aranhaverso II, e não teve o titulo cancelado por baixas vendas. Apenas ganhou um final na fase Latour/Rodriguez, podendo ser aproveitada no futuro.

E provavelmente será! A personagem, que tem menos de 4 anos de existência nessa versão, foi um sucesso entre os fãs. Prova disso é a sua aparição nos dois últimos desenhos animados do Homem-Aranha, além da sua inclusão na nova animação “Homem-Aranha no Aranhaverso.”

A personagem também estrelará ao lado das queridinhas da editora, como a Ms. Marvel e a Garota-Esquilo, a animação Marvel Rising: Secret Warriors e é figura recorrente em diversos jogos da editora.

Hoje, Gwen Stacy consegue ir além do rótulo de namorada morta do Homem-Aranha, se sagrando como uma personagem importante do Aranhaverso e do Universo Marvel em geral. Fenomenal.

Fonte: Cromossomo Nerd

GEEK NEWS

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter

Posts relacionados