fbpx

Pesquisador de universidade inglesa acredita que coronavírus tem origem extraterrestre

Enquanto a pandemia do coronavírus assusta o mundo e as autoridades correm para contê-lo, há quem diga que o COVID-19 seja uma obra extraterrestre. O cientista Chandra Wickramasinghe acredita que a origem do vírus não é uma mutação animal como é constantemente propagado, mas uma patologia vinda de um meteoro.

O pesquisador tem base em um registro de um meteoro que explodiu na China, em 11 de outubro de 2019, liberando diversas partículas infecciosas. De acordo com a ligação de dados do professor, o meteoro atingiu a Terra em uma região próxima a Wuhan, cidade chinesa onde o coronavírus se concentrou inicialmente.

Professor no Centro de Astrobiologia de Buckingham, Chandra acredita que a propagação entre seres humanos ocorre devido ao vento e o ar que compartilhamos: “Acreditamos que os agentes infecciosos são predominantes no espaço, transportados em cometas e podem cair na direção da Terra através da troposfera”, afirmou em entrevista ao Daily Star.

A teoria do pesquisador é rejeitada por diversos especialistas e pela própria Organização Mundial da Saúde por apresentar características semelhantes a outros tipos de coronavírus já conhecidos anteriormente, como o SARS, com morcegos como hóspedes primários, e o MERS, com camelos. O pesquisador afirma que a SARS, a pandemia da gripe de 1918 e até a poliomielite possui ligações cósmicas.

Fonte: Aventuras na História

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.