fbpx

Na Noruega, pescadores encontram baleia que pode ser espiã russa

Biólogos acreditam que o animal, encontrado com um arnês no corpo, foi treinado pela marinha russa

Pescadores da pequena vila norueguesa de Inga, na Noruega, fizeram uma descoberta inusitada. Ao serem surpreendidos por uma baleia-branca faminta, um detalhe revelou que o animal pode ser um espião russo.

De acordo com os pescadores, a baleia, aparentemente domesticada, estava seguindo as embarcações norueguesas na semana passada. Com a presença constante do mamífero, a equipe percebeu que ele carregava um arnês no corpo, com uma possível câmera. Quando a coleira foi retirada do animal, os especialistas marinhos identificaram as palavras “equipamento de São Petersburgo”.

“Nós íamos colocar as redes na água quando vimos a baleia nadando entre os barcos. Quando ela veio até nós e nos aproximamos, notamos que ela tinha um tipo de coleira”, afirmou o pescador Joan Hesten em entrevista ao canal de  TV norueguês NRK.


Martin Biuw, pesquisador do Instituto de Pesquisa Marinha da Noruega, explicou ao Guardian que o animal pode ter sido treinado pela marinha russa com o propósito de espionagem. Além disso, a baleia foi encontrada em um local próximo à Marinha de Murmansk, localizado no norte da Rússia.

“Se estivéssemos usando este animal para espionagem, você realmente acha que nós iríamos deixar um número de celular com a mensagem?”, explicou Vitor Baranets, coronel da Marinha de Murmansk, no norte da Rússia em entrevista a um canal de TV russo.

A prática não é recente. Durante a Guerra Fria, por exemplo, os Estados Unidos planejaram um programa especial de treinamento para animais como golfinhos e leões marinhos. Desde então, mamíferos são treinados, por exemplo, para ajudar a encontrar objetos.

Fonte: Aventuras na História

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.