fbpx

Motorola Razr: tudo o que sabemos sobre o smartphone dobrável ‘acessível’

Com o tanto de vazamentos e rumores, já é possível afirmar que, sim, teremos um smartphone dobrável da Motorola. Ele nascerá sob a batuta de uma marca já consagrada dentro do line-up da fabricante: a Razr. Diferente dos dobráveis já anunciados como Galaxy Fold, da Samsung, e Mate X, da Huawei, o dispositivo da Motorola seria de uma gama intermediária, o que, certamente, deve atingir um público bem maior dentro deste segmento, já que ele custará menos (se comparado aos outros dois citados anteriormente) – mas também será menos potente.

A Motorola ainda não lançou formalmente seu telefone dobrável Razr e não comentou oficialmente sobre o design, preço ou disponibilidade. A empresa disse repetidamente que sua política é “não confirmar nem negar boatos” sobre produtos. Compreensível, já que não há empresa mais “vítima” de vazamentos do que a Motorola (ok, talvez o Pixel 4).

Com isso em mente, veja abaixo as informações mais palpáveis publicadas até o momento sobre o vindouro aparelho:

Design

A Motorola relatou em janeiro que estava revivendo sua marca Razr com um novo dispositivo, de acordo com o The Wall Street Journal. Mais tarde, um pedido de patente descoberto pelo blog de tecnologia 91Mobiles incluiu ilustrações do que poderia ser um novo telefone com este icônico nome.

As ilustrações sugerem um design semelhante ao original, mas, em vez de a superfície interior ser dividida por uma dobradiça que separava a tela e o teclado, o novo Razr teria a sua parte interna totalmente formada por um display multitouch. Aparentemente, a tela seria flexível o suficiente para dobrar ao meio e a sua protuberância curva (quando fechada) ficaria escondida dentro do corpo do telefone.

Se essas marcações forem precisas, a Motorola adotará uma abordagem mais prática que a Samsung e a Huawei. Em vez de um telefone se abrir em um tablet, o tamanho atraente do Razr significa que ele continua sendo um telefone de bolso.

Dobrável, mas ‘acessível’

A mesma reportagem de janeiro do The Wall Street Journal também informou que o telefone custaria US$ 1.500 (R$ 6105,00), ou seja, mais caro do que a maioria dos smartphones de última geração, como o iPhone XS Max ou o Galaxy Note 10 Plus. Isso, porém, se considerarmos apenas os concorrentes dobráveis, a coisa muda de figura.

Com o Galaxy Fold e o Huawei Mate X custando US$ 1.980 (R$ 8.058,60) e US$ 2.600 (R$ 10.582,00), respectivamente, o suposto preço do Moto Razr parece razoável para um telefone dobrável. Isso, juntamente com as especificações vazadas, pode ser uma dica de que o Razr é um telefone dobrável intermediário. Mais pelas configurações do que pelo preço, claro.

Especificações

Em março, o site XDA Developers revelou as especificações que teriam vazado à época:

  • Tela principal: 6,2 polegadas; 2.142 x 876 pixels
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 710
  • Memória RAM: 4 GB ou 6 GB
  • Armazenamento: 64GB ou 128GB
  • Bateria: 2.730mAh
  • Cores: Branco, Preto ou Dourado

É sempre bom lembrar que a tela do Razr original tinha apenas 2,2 polegadas. Um novo monitor de 6,2 polegadas seria de um tamanho bem interessante, perfeitamente adaptável se compararmos com os maiores telefones do mercado. O processador também é uma escolha curiosa. Em vez de um Snapdragon 855, a Motorola pode usar o Snapdragon 710, encontrado nos intermediários Galaxy A8 e Xiaomi Mi 8 SE.

Fonte: Canaltech

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.