fbpx

Intel pode ter até 40% de mulheres ocupando posições técnicas nos próximos 10 anos

Por Caroline Hecke

De acordo com a CNET, a Intel tem uma meta bem definida para aumentar a igualdade de gênero em seus cargos técnicos. Até o ano de 2030, a empresa pretende ter mulheres ocupando ao menos 40% dos cargos sênior. A informação foi dada em relatórios de diversidade divulgados nesta semana. Atualmente o número é de 27%.

As empresas de tecnologia começaram a divulgar este tipo de relatório no ano de 2014, quando um padrão de funcionários dominava o mercado de tecnologia: pessoas brancas, de gênero masculino. De lá para cá, uma série de metas de diversidade foram aplicadas em grandes marcas como Intel, Google e Facebook.

Na Intel, os projetos de inclusão contam com diversas iniciativas, como treinamentos obrigatórios para que seus funcionários identifiquem e eliminem preconceitos inconscientes. O resultado é um crescimento lento da proporção de mulheres e minorias ocupando cargos. Entretanto, a CNET aponta que os relatórios ainda não trazem dados relevantes, como a porcentagem de mulheres negras a ocuparem cargos relevantes.

Nos últimos anos, a Intel foi uma das empresas a demonstrar esforços para que suas forças de trabalho se tornassem mais diversas. No ano de 2015, Brian Krzanich, o então CEO da empresa, prometeu em uma fala na CES que USD 300 milhões seriam destinados a “esforços de diversidade”, apresentando uma série de metas a serem cumpridas até 2020 – e que foram alcançadas dois anos antes.

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.