fbpx

Garfield 40tão: 12 curiosidades no aniversário do gato mais zoeiro do mundo

Em 19 de junho de 1978, o cartunista Jim Davis apresentou ao mundo um dos gatos mais divertidos de todos os tempos: Garfield. A primeira tirinha do felino amarelo e rechonchudo, que é fã de lasanhas e odeia segundas-feiras trazia Jon e Garfield se apresentando ao público. Jon é um cartunista que apresenta seu gato, enquanto Garfield é um gato que apresenta seu cartunista – jamais dono! – e pede comida, comida. Confira:

Agora 40tão, Garfield acumula uma série de curiosidades ao longo de sua história. Confira 12 delas:

1. Garfield protagonista?
Jim Davis criou uma série de tirinhas baseadas no Jon, tendo seu gato como um mero coadjuvante. Porém, ao apresentar a proposta para seu chefe, TK Ryan, da Tumbleweeds, ele sugeriu que o gato tinha mais potencial e que Davis deveria focar nele. Assim, apesar de inicialmente não ser o protagonista, Garfield roubou os holofotes antes mesmo de ser lançado!

2. Profissão de Jon
Conforme você viu na primeira tirinha, Jon é cartunista. Porém, essa informação aparece apenas nesse quadrinho! Jim Davis, o criador e cartunista de verdade, achou que essa seria uma boa solução criativa para o personagem, já que ele não pretendia se aprofundar muito na vida profissional de Jon.

3. O nome de Garfield
Jim Davis conta que batizou seu gato ranzinza em homenagem James A. Garfield Davis, o seu avô. Quando era criança, o cartunista passava muito tempo na fazenda de Garfield, que tinha diversos gatos, mas nenhum era tão rabugento quanto ele próprio. E o mais curioso: o avô de Davis recebeu seu nome em homenagem ao 20º presidente dos EUA, James A. Garfield, que governou entre março e setembro de 1881, quando foi assassinado.

4. Personagem esquecido
As primeiras tirinhas também traziam um personagem recorrente chamado Lyman, que era o primeiro dono do cachorro Odie e roomate de Jon. Isso era necessário para que o humano pudesse interagir, já que o cão e o gato “só pensavam”. Aos poucos, Davis foi notando que mesmo através de pensamento era possível criar interações, acabando por fim excluindo Lyman das histórias.

5. De quadrúpede a bípede
Nas primeiras tirinhas, Jim Davis quis manter a maior quantidade de características felinas no Garfield. Isso incluía, por exemplo, que ele só andasse nas 4 patas. Foi o cartunista Charles M. Schulz, o criador do Snoopy, que sugeriu ao Davis que ele desenhasse patas traseiras maiores no Garfield e permitisse que ele se tornasse bípede.

6. Cancelamento? Não!
Nas últimas semanas, vimos uma enxurrada de pessoas pedindo para salvar a série Lúcifer no Twitter – e conseguindo, finalmente. No passado, isso era através de cartinhas e telefonemas: o jornal Chicago Sun Times cancelou a tirinha do Garfield assim que o cartoon começou a fazer sucesso, recebendo uma avalanche de ligações e correspondências para que ele voltasse. O pedido foi atendido, é claro.

7. Quadrinho com maior repercussão
Em 2002, Garfield entrou para o Guinness Book como a tirinha em quadrinhos com maior número de republicações em todo o mundo: nada menos do que 2.570 jornais exibiam simultaneamente os quadrinhos do gato folgado.

8. Gênero indefinido
Apesar de por aqui chamarmos de “O” Garfield, a ideia de protagonizar as tirinhas com um cão e um gato era a de não precisar especificar um gênero aos personagens. Como os gatos da fazenda do avô de Davis serviram de inspiração, o cartunista conta que nunca pensou em uma idade, um gênero ou uma raça específica para Garfield.

9. Evolução do design
A característica principal da fisionomia do Garfield nunca mudou: ele é um gato rechonchudo. Porém, ao longo de 4 décadas, diversas foram as transformações no traçado do personagem.

10. Bilhões em produto e um arrependimento
A marca Garfield gera, em média, 1 bilhão de dólares por ano em produtos licenciados. Filmes, séries animadas, brinquedos etc: tudo vale quando é para lucrar em cima do gatão. Porém, Jim Davis se arrepende apenas de uma autorização, que foi quando criaram uma versão zumbi do Garfield. No começo ele achou que seria engraçado, mas hoje acha que isso não acrescentou em nada no desenvolvimento do seu principal personagem.

11. Enfeite de carro
Nos anos 80 e90, fez muito sucesso um brinquedo do Garfield com ventosas nas patas, que serviam para pendurá-lo no carro. Isso surgiu de um erro de comunicação, já que o brinquedo deveria vir com velcros, que era a moda de alguns bonecos da época. Quando o protótipo chegou, Davis resolveu grudá-lo em um vidro e esperar para ver se ele não cairia. Como funcionou, ele autorizou a produção daquele jeito. O resto é história – e $$$$.

12. Nomes ao redor do mundo
O nome “Garfield” é usado em praticamente todos os lugares que publicam a tirinha, menos em três: na Finlândia ele se chama Karvinen, na Noruega ele é o Pusur e na Suécia ele foi batizado como Gustaf.

Você, assim como o Jon, também curte desenhar?
Em 2018 o Geek City terá a Galeria de Artistas, espaço pensado para que quadrinistas mostrem seus trabalhos, vendam prints, sketches, artes originais e interajam com seus fãs. Essa é a hora de mostrar o seu talento no maior evento de tecnologia e cultura pop do sul do Brasil! Increva-se aqui.

Fonte: Mega Curioso

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.