fbpx

Estão querendo beber o "caldo" encontrado no sarcófago negro de Alexandria

Estão querendo beber o “caldo” encontrado no sarcófago negro de Alexandria
26/07/2018 Redação GC

Estão querendo beber o “caldo” encontrado no sarcófago negro de Alexandria

Sabe o Sarcófago Negro de Alexandria, né? Caso você tenha perdido essa fascinante história, ele consiste em um caixão de 30 toneladas feito inteiramente de granito que foi descoberto intacto durante escavações em Alexandria, no Egito, após permanecer enterrado e lacrado por cerca de 2 mil anos.

Mistério (semi) revelado
O artefato gerou bastante falatório porque, entre que ele foi achado e até que foi finalmente aberto — na última quinta-feira, dia 19 —, a galera que curte uma boa “sinistrice” teve tempo de sobra para imaginar todo tipo de situação macabra e assustadora envolvendo a abertura da mortalha.

Mas — mesmo sob o risco de que uma múmia horripilante saltasse lá de dentro ou que a abertura do caixão liberasse uma maldição sangrenta sobre a face da Terra —, o fato é que o sarcófago foi aberto, e a foto a seguir mostra o que os arqueólogos encontraram em seu interior:

Ainda não foram divulgadas muitas informações sobre o conteúdo do sarcófago, uma vez que os pesquisadores nem tiveram tempo de analisar o que eles encontraram lá dentro. Entretanto, o que sabemos é que o caixão continha três esqueletos, sendo que um deles parece ter morrido em consequência de um ferimento provocado por uma flechada, e o trio se encontrava em um “caldo” escuro.

E como o artefato foi datado como sendo da Era Ptolomaica — dinastia que reinou no Egito de 305 a 30 a.C. —, período que foi seguido por guerras e batalhas sangrentas, os pesquisadores levantaram a hipótese de que os ocupantes do sarcófago sejam soldados da época que morrem durante algum conflito. Mas…

Parem a humanidade!
Pois você acredita que está rolando uma petição online organizada por um grupo de malucos que expressaram o desejo de beber o “caldo” encontrado no interior do sarcófago? Sim, caro leitor… Tem louco pra tudo neste mundo! De acordo com Sara G. Miller, do site Live Science, o apelo, postado no site change.com, está endereçado ao “Rei dos Esqueletos” e consiste em uma solicitação de permissão para consumir o “suco avermelhado” do “sarcófago negro amaldiçoado”.

A ideia, segundo o grupo, é a de beber o caldo na forma de uma espécie de energético gaseificado para que quem consumir o líquido “possa assumir seus poderes e finalmente morrer”. E no que esse suco pestilento do caixão consiste e quais perigos ele poderia oferecer caso fosse mesmo ingerido?

Embora o sarcófago tenha permanecido lacrado por tantos séculos, não podemos nos esquecer que o granito, apesar de ser super-resistente, é um material ligeiramente poroso. Portanto, depois de dois mil anos debaixo da terra, água misturada com sabe-se lá o quê foi penetrando em seu interior. E dentro do caixão havia três cadáveres que passaram pelo processo de decomposição — o que significa que eles contribuíram com uma enorme quantidade de matéria orgânica putrefata e um sem fim de microrganismos para “enriquecer” o caldo.

Antes de realizar análises detalhadas do líquido, é impossível dizer que bactérias, vírus, fungos e outros organismos podem estar contidos no material, mas não é preciso ser cientista — ou gênio — para garantir que um golinho desse negócio pode ser incrivelmente perigoso. Nada impede, no entanto, que o caldo seja esterilizado, mas, a pergunta que cabe aqui é: por que, minha gente? Seja qual for a motivação de quem quer tomar essa coisa, no momento da publicação desta matéria, a petição já contava com perto de 17,7 mil assinaturas.

Fonte: Mega Curioso

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter

Posts relacionados