fbpx

CS:GO: jogador fox é suspenso por incentivar violência contra mulher

Ricardo “fox” Pacheco, jogador de Counter Strike: Global Ofenssive (CS:GO) da Giants Gaming, foi suspenso da equipe após incentivar violência contra mulher em uma entrevista. O caso de machismo aconteceu no último final de semana, quando o pro player jogou pela Liga Portuguesa de CS:GO. Em conversa com os narradores do torneio após a partida entre Giants e Springs, fox comentou uma atitude do seu ex-parceiro de equipe João “KILLDREAM” Ferreira e sua companheira e declarou que “daria dois tapas” nela caso ela fosse sua mulher.

A Giants Gaming emitiu um comunicado através de suas redes sociais anunciando a suspensão do player na última terça-feira (28). Fox não poderá atuar durante um mês, não irá receber salário e não poderá se inscrever em nenhum campeonato no período. Durante o afastamento, Vasco “vsk” Santos, atual técnico da equipe, irá assumir a vaga do player.

Para aplicar a punição, o diretor da organização informou que levou em conta os vinte anos do player no cenário de esports, e que durante esse tempo ele nunca teve “nenhuma mancha” no currículo. Pouco tempo depois do acontecido, o player tentou se retratar em suas redes sociais por meio de um vídeo.

Devido a punição, Fox não poderá atuar no Europe Minor, qualificatório que dá acesso ao ESL One Major Rio 2020, que acontece em maio, no Brasil, na cidade maravilhosa.

Nas redes sociais, a decisão da equipe dividiu de opiniões. Algumas pessoas concordaram com a punição e elogiaram a organização pela rápida postura. Por outro lado, uma parte do público pediu punições mais severas, visto que a fala do jogador foi muito grave. Parte do público sugeriu a demissão de fox da equipe.

Fonte: TechTudo

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City e descontos de parceiros.