fbpx

Brasileiros estão mais interessados por wearables, mostra pesquisa

Já está nas estatísticas: as tecnologias vestíveis caíram no gosto dos brasileiros. As vendas de wearables chegaram a 87.974 unidades no primeiro trimestre deste ano no Brasil, o que significa um salto e tanto de 51,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A informação vem de uma pesquisa realizada pelo IDC, empresa de inteligência de mercado e consultoria, o “IDC Tracker Brazil Wearables”.

O resultado mostra que o mercado de dispositivos móveis e smartphones vem ganhando alta projeção no Brasil, com lançamentos de grandes fabricantes para um público que está a cada vez mais interessado em produtos vestíveis.

O analista de mercado do setor mobile da IDC, Renato Meireles, conta que 241,3 mil unidades foram vendidas somente em 2018, sendo um aumento de 44,2% em comparação com o ano anterior, 2017. “O mercado está ficando mais estruturado, e os dispositivos com funções mais inteligentes estão ganhando participação em relação aos gadgets mais básicos, como fit bands”, comenta.

A pesquisa mostra ainda que os dispositivos dedicados para o uso fitness e de saúde, com funções como monitoramento do sono e contagem de passos, por exemplo, estão conquistando mais usuários. Estes aparelhos ainda são capazes de baixar aplicativos de terceiros, emitir notificações e realizar chamadas, além de funcionalidades ainda mais aprimoradas, como controle de glicemia, batimento cardíaco e melhor GPS.

Smart Watch (Imagem: Reprodução)

Somente no ano passado, segundo a IDC, 110,4 mil unidades de dispositivos básicos foram vendidas, apresentando aumento de 7,2% em relação a 2017, enquanto os aparelhos mais inteligentes contaram com 130,9 mil unidades vendidas, crescimento de 103,3%. Já no primeiro trimestre deste ano, houve um crescimento de 19,5% na venda de dispositivos básicos (39.360 unidades), e 93,7% na categoria mais inteligente (48.614 unidades).

Ainda de acordo com o estudo, o ticket médio para dispositivos básicos foi de R$ 1.069 no primeiro trimestre de 2019, e de R$ 2.156 para os smartwatches catalogados como topo de linha. Segundo Meireles, a tendência do mercado está direcionada a uma massificação gradual de segmentos premium, e redução do ticket médio.

“Enquanto no primeiro trimestre do ano passado os dispositivos wearables de marcas desconhecidas correspondiam a 44% das vendas, neste ano essa participação caiu para 4%. Os consumidores estão dando preferência a produtos com mais qualidade, garantia e suporte”, completa o analista da IDC.

A previsão para o restante de 2019 é em um crescimento de 91% nas vendas em relação ao ano passado, chegando a um total de 461,7 mil unidades vendidas, sendo 208,5 mil wearables básicos e 253,2 mil smart.

Fonte: Canal Tech

Conteúdos Relacionados

 

Ingressos

Passaporte

R$130

Comprar

Sex 30/08

R$50

Comprar

Sab 31/08

R$50

Comprar

Dom 01/09

R$50

Comprar

Compre o passaporte para os 03 dias de evento e receba uma credencial exclusiva e colecionável do Geek City 2019.

O benefício da meia-entrada é válido para Estudantes / Doadores de Sangue / Idosos / PCD / Professores / Portadores do Voucher Geek City. Compre nos pontos de venda autorizados e nas Óticas Carol.
Parcele em até 10x!