fbpx

Lembra da TekPix, 'a câmera mais vendida do Brasil'? Veja curiosidades

Lembra da TekPix, ‘a câmera mais vendida do Brasil’? Veja curiosidades
03/05/2018 Barbara

Lembra da TekPix, ‘a câmera mais vendida do Brasil’? Veja curiosidades

O slogan “TekPix, a câmera mais vendida do Brasil” era constante nos programas de TV aberta até alguns anos atrás. O dispositivo, comercializado por aqui pela empresa TecnoMania, prometia ser nove em um: filmadora digital, câmera fotográfica, MP3 Player, MP4 Player, gravador de voz, pen drive, webcam, câmera de segurança e conexão VGA. Sua publicidade era destaque ao oferecer condições de pagamento facilitadas e superofertas para quem “ligar agora”.

O preço, no entanto, não era o mais atrativo do mercado. No final de 2012, o modelo I-HD18 podia ser encontrado no site da empresa por R$ 3.516 (valor parcelável em até 12 vezes sem juros), enquanto um modelo mirrorless da Samsung era vendido por cerca de R$ 1.400. Confira a lista com curiosidades da TekPix a seguir.


1. O que é a TekPix?
A TekPix é um dispositivo eletrônico multifunção que se tornou popular no Brasil por ser comercializado durante programas populares de TV aberta de forma exagerada e pitoresca. Afinal, quem não se lembra do sempre sorridente Juarez, vestido de terno e gravata, e seu bordão “vamos falar de coisa boa, vamos falar de TekPix”? Mas, afinal, será que o produto era mesmo bom?

O produto, inicialmente, oferecia menos recursos, mas chegou a suportar até nove funcionalidades, em 2012. Vendido por telefone ou online, contava com uma filmadora 720p e câmera digital com resolução interpolada de 12 megapixels, que gerava, na realidade, uma foto de 5 MP, com muitas críticas sobre a qualidade da imagem em ambientes pouco iluminados. Na memória integrada de 32 GB, o usuário guardava não apenas os filmes e fotos, mas também arquivos em geral (o que conferia a função pen drive).

Era possível ainda assistir aos arquivos de MP4 na tela LCD de 2.5 polegadas ou ouvir suas músicas prediletas no próprio dispositivo, por meio de fones ou caixas de som. O recurso de webcam, segundo reviews da época, era inferior às câmeras integradas de notebooks e o gravador não funcionava bem a distâncias superiores a 4 m. O aparelho apresentava ainda as funcionalidades menos conhecidas de câmera de segurança e conexão VGA.

2. Era realmente a câmera mais vendida do Brasil?
Segundo os anunciantes, a câmera era a mais vendida do Brasil. Porém, não há qualquer dado que comprove essa informação. Se fosse depender das configurações abaixo da média e o preço alto, provavelmente não ganharia esse título. Segundo o site Blasting News, foram vendidas mais de 600 mil unidades do produto, gerando um lucro de 20 milhões de reais.

O anúncio em programas de grande audiência, o modo de vender popularesco e as facilidades de pagamento devem ter atraído muitas pessoas que sequer pensavam em adquirir um aparelho do gênero. Para se ter uma ideia, não era necessário ter conta em banco ou comprovação de renda para adquirir o produto. Além disso, o pagamento poderia ser feito a partir de uma entrada, mais muitas parcelas mensais adicionadas a algumas trimestrais, o que dava a impressão de ser mais barato do que os concorrentes.

3. Ela ainda é vendida?
Ao acessar atualmente o site da TecnoMania, empresa que comercializava a TekPix no Brasil, não há mais qualquer opção para adquirir a câmera. A página, bastante desatualizada, oferta somente um tablet antigo, munido de Android 4.2. Quem ainda tiver interesse em comprar algum modelo da camêra, consegue encontrá-lo em páginas de venda online, por preços que variam de R$ 150 a R$ 700.

4. Quem é Juarez?
Juarez Aparecido Pontes Fernandes foi, por mais de 12 anos, o garoto-propaganda do dispositivo multifunções no Brasil. Mais conhecido como Juarez da TekPix, antes de ser apresentador, era o campeão de vendas do call-center da empresa. Ele se destacou por seu jeito hiperativo no ambiente de trabalho e foi convidado pelo presidente da corporação para ser a cara do produto.

Desde então, passou a ser visto diariamente tanto nos palcos de programas de TV quanto nos intervalos. Com uma presença sempre enérgica e um tom de voz quase que aos berros, conseguiu emplacar diversos bordões, como “Vamos falar de coisa boa, vamos falar de TekPix”, “não precisa nem colocar a mão no bolso” e “e não é só isso”. Isso fez com que as propagandas por ele protagonizadas fossem alvo de muitas paródias no YouTube e gerassem inúmeros memes.

Fonte: TechTudo

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter