fbpx

Ilustradores apresentam seu trabalho em painéis e estandes do Geek City

Ilustradores apresentam seu trabalho em painéis e estandes do Geek City
02/09/2018 Redação GC

Ilustradores apresentam seu trabalho em painéis e estandes do Geek City

Na tarde deste sábado (01), o Geek City, maior evento de cultura pop e tecnologia do sul do país, estreou o segundo dia com a presença do quadrinista Marcelo di Chiara, responsável por ilustrar extraordinárias histórias de super-heróis.

O profissional disse não se lembrar em que momento o desenho passou a ser parte de sua vida, mas a carreira internacional começou aos 21 anos, quando desenvolveu seu primeiro trabalho. Quando criança, inspirava-se em grandes quadrinistas e desenhistas americanos, brasileiros e franceses. Hoje, acredita desempenhar o mesmo papel para pessoas que querem seguir o mesmo caminho.

Chiara contou que, antes, criava suas histórias e se colocava como personagem em uma espécie de crossover. Ao ser contratado pela Marvel e pela DC, passou a receber roteiros para utilizar no processo de criação das histórias em quadrinhos (HQs), e desde então, seu trabalho é transformar a escrita em uma narrativa visual.

Os três trabalhos que mais gostou de fazer são: Superman Smallville, seu desenho preferido na infância, Homem-Aranha e Darkseid, arquirrival de Clark Kent. Para ele, essa é a maior diferença entre trabalhar em editoras maiores e menores: a emoção por desenhar seus principais ídolos. No entanto, Chiara confessa que seu trabalho é muito solitário. “A gente não tem noção do real alcance do que fazemos, afinal, são 14h, 15h trabalhadas por dia para produzir o melhor conteúdo possível. Eu falo com gente de todo o mundo, mas poucos me reconhecem pessoalmente”.

Por fim, o quadrinista elogiou a estrutura do Geek City e reforçou a importância de espaços assim na cidade. “O Geek é um projeto importantíssimo, já que todos podem mostrar seu trabalho e demonstrar tudo aquilo que criam. É democrático, já que nem sempre existem plataformas adequadas para mostrar as produções. Inclusive, fica aqui meu conselho a quem quer seguir na área de HQs e ilustrações, e é o óbvio: produzam! Façam, aperfeiçoem, divulguem, mas produzam, porque só assim o mercado terá um porquê para olhar para você”, completa.

Espaços ilustrativos

Alguns estandes do evento estão voltados ao pessoal da ilustração, dentre elas, a Galeria dos Artistas by UCI. Nesse espaço, os profissionais do setor expõem suas artes e vendem sketches, prints e obras originais. Amanda Spitzner e Marcelo Lopes são dois dos expositores desse espaço, e apesar de atuarem em segmentos distintos, dividem a mesma paixão por desenhar.

Amanda se formou em ilustração na Irlanda, e mesmo tendo feito vários contatos no país europeu, decidiu voltar ao Brasil por acreditar nas possibilidades oferecidas por aqui. Hoje, atua em dois projetos, um em parceria com um escritor irlandês, que fala sobre a época medieval, e outro que conta seu verdadeiro cotidiano, um conteúdo mais adulto e com traços mais polidos. Sua inspiração vem de A Hora da Aventura, Mafalda, Garfield e outros desenhos que formaram sua personalidade. Marcelo, por outro lado, é formado em Belas Artes e afirma ser mais ilustrador do que quadrinista, já que utiliza a técnica bico de pena para desenhar, e, por isso, tem um público mais específico para expor sua arte. Também professor, ele dá aula para crianças e atua nas escolas municipais com o apoio da Prefeitura, mas tem projetos futuros para lançar seu próprio trabalho.

Além desse espaço, há uma exposição do Chiara logo na entrada da Expo Renault Barigui e um estande específico, ao lado do Main Stage, para quem deseja praticar as técnicas de ilustração e desenho.

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter

Posts relacionados