fbpx

Cientistas podem ter encontrado Vulcano: planeta de Spock em Star Trek

Cientistas podem ter encontrado Vulcano: planeta de Spock em Star Trek
25/09/2018 Redação GC

Cientistas podem ter encontrado Vulcano: planeta de Spock em Star Trek

Até agora, os astrônomos identificaram milhares de exoplanetas lá fora, mas são raros os dignos de lendas. É o caso de Vulcano, planeta natal do personagem lendário Spock da saga Star Trek (Jornada nas Estrelas, na versão em português). Em Star Trek, o meio-humano e meio alienígena Spock nasceu em Vulcano, que orbita a estrela 40 Eridani A, a 16 anos-luz da Terra. O planeta fictício foi criado por Gene Roddenberry com base na estrela real, que existe mesmo em nosso universo.

Agora, astrônomos encontraram um planeta na órbita desta estrela que é parecido com a Terra em alguns aspectos. Sendo assim, Vulcano, o planeta da ficção, pode realmente existir. A 40 Eridani A faz parte de um sistema de três estrelas e, de acordo com uma carta escrita por Roddenberry em 1991, em conjunto com três astrônomos, a estrela foi escolhida para abrigar o planeta de Spock por conta de sua idade: 4 bilhões de anos, aproximadamente a mesma idade do nosso Sol.

Sendo assim, baseado na história da vida na Terra, a vida em qualquer planeta ao redor de uma estrela precisa de tempo suficiente para evoluir ao longo das eras — justicando,
portanto, a evolução da espécie vulcana à luz daquele astro. Já na vida real, o exoplaneta descoberto e batizado de HD 26965b é do tipo “super-Terra”, rochoso, com o dobro do tamanho da nossa morada e está na zona habitável da estrela 40 Eridani A, completando uma órbita a cada 42 dias terrestres. Não é inviável que Vulcano da vida real seja potencialmente habitável.

De acordo com Matthew Muterspaugh, astrônomo da Tennessee State University, “A 40 Eridani A é apenas ligeiramente mais fria e menos massiva do que o nosso Sol, tem aproximadamente a mesma idade e um ciclo magnético quase idêntico; portanto, ela pode ser uma estrela hospedeira ideal para uma civilização avançada” como a de Spock, por exemplo.

E a estrela é visível a olho nu daqui da Terra no céu noturno. “Agora, qualquer um pode ver 40 Eridani em uma noite clara e ter orgulho de apontar para a casa de Spock”, brinca o astrônomo. Na série de ficção científica, Vulcano é um planeta árido e quente, coberto por desertos e cadeias montanhosas, com alguns pequenos mares e lagos de água salgada, sendo eles tudo o que sobrou de oceanos antigos que uma vez cobriram parte do planeta. Ali, a gravidade também é maior do que a da Terra, com uma atmosfera menos densa e, visto do espaço, o planeta aparece com coloração avermelhada.

Resta, agora, aprender mais sobre o HD 26965b para descobrirmos se a criação de Roddenberry condiz com a realidade, e, de repente, vermos o planeta sendo nomeado oficialmente como Vulcan (na nomenclatura em inglês). A pesquisa foi publicada no Monthly Notices da Royal Astronomical Society, da Sociedade Astronômica Internacional.

QUER SABER MAIS SOBRE UFOLOGIA?

Participe do International UFO Summit Brazil, que acontece entre os dias 04 e 08 de dezembro em São Paulo, Brasília e Curitiba. O evento vai unir, pela primeira vez no Brasil, Erich von Däniken, autor da Teoria dos Antigos Astronautas, e Giorgio Tsoukalos estrela da série Alienígenas do Passado.

Informações e ingressos: ufosummit.com.br

Fonte: Revista UFO

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter

Posts relacionados