fbpx

5 respostas curiosas para dúvidas que você nem sabia que tinha

5 respostas curiosas para dúvidas que você nem sabia que tinha
27/08/2018 Redação GC

5 respostas curiosas para dúvidas que você nem sabia que tinha

Com a popularização do Google, é muito fácil entrar no navegador e jogar a dúvida lá esperando obter a melhor resposta para dúvidas cruéis que aparecem no dia a dia. Mesmo assim, alguns questionamentos aparecem quando estamos longe da tecnologia – e claro que nos esquecemos de procurar depois. As questões abaixo potencialmente já foram feitas por vocês, mesmo que apenas mentalmente. Vamos às respostas?

1. É possível respirar pelo nariz e pela boca ao mesmo tempo?
Sim! Ainda que seja um pouco difícil e não natural, inalar ou expelir o ar ao mesmo tempo pelo nariz e pela boca é possível, sendo uma técnica usada por músicas e praticantes de ioga. Porém, o normal é que um canal se feche quando o outro está funcionando. O que não pode ser feito simultaneamente é puxar e soltar o ar, já que a traqueia é um tubo único, impossível de ter mão dupla.

2. É possível esgotar a memória do cérebro?
Na teoria, sim. Porém, até hoje não se tem registro de que isso tenha acontecido. Nosso cérebro tem uma capacidade de armazenamento estimada em 2 quatrilhões de bytes! Caso uma câmera filmasse em boa qualidade o mundo, seria o suficiente para armazenar um filme de 300 anos – e você mal se lembra do que comeu no café da manhã…

3. Por que os cães inclinam a cabeça quando falamos com eles?
Se você que ele está tentando te compreender, você está certo! Os cães costumam ter uma empatia muito forte, “entendendo” a fala humana através das nuances dos sons e das expressões faciais. Quando eles inclinam a cabeça, eles buscam formas de compreender melhor se você está fazendo um elogio ou reclamando. Eles podem até entender quando você está triste!

4. Por que os gatos gostam de jogar objetos de cima da mesa?
Muitos donos de gatos já ficaram no prejuízo quando seus bichanos intencionalmente derrubaram copos ou celulares no chão. Parece ser algo feito completamente de sacanagem, mas existem explicações para esse comportamento: o instinto predatório faz com que eles compreendam alguns objetos como potenciais presas; assim, aos empurrá-los, os gatos estão só testando se o “bicho” não está se fingindo de morto. Outra possibilidade é realmente chamar a atenção do dono, já que isso normalmente atrai a fúria humana; por isso, nunca o deixe entediado.

5. Por que não sentimos cócegas quando nós mesmo a provocamos?
A percepção corporal natural de nós mesmos e dos outros está por trás do fenômeno de não sentirmos cócegas autoprovocadas. Quando nos movimentamos, o cerebelo prevê o alcance dos membros e, naturalmente, manda um sinal do córtex somatossensorial que neutraliza a ação do tato. Esse mesmo fenômeno explica por que o mundo se mantém “estático” perante nossos olhos mesmo com toda movimentação de nossa cabeça.

Fonte: MegaCurioso

SAIBA TUDO QUE ESTÁ ROLANDO!

Newsletter